Enquete | Gabriel Neri | 26/08/2020 08h15

Você é favorável ao retorno das aulas presenciais neste ano?

Compartilhe:

Mato Grosso do Sul ensaia para o retorno das aulas presenciais nas escolas após a interrupção pela pandemia de coronavírus. Principalmente em se tratando das instituições particulares de ensino. No dia 13 de junho, houve uma reunião entre representantes da Prefeitura de Campo Grande, Ministério Público e representantes da rede privada de ensino. O resultado foi um acordo para o retorno em setembro.

Nossa reunião deve ocorrer entre representas de Campo Grande, MP e rede privada de ensino no próximo dia 3 de setembro. Se o acordo for confirmado, as aulas presenciais devem voltar no dia 10 de setembro.

Já o decreto que interrompe as aulas nas redes estaduais e municipais de ensino em Mato Grosso do Sul também se encerra em setembro e pode ser prorrogado. Vale lembrar que as aulas foram interrompidas por conta da pandemia na segunda metade do mês de março. Já se passaram cerca de cinco meses e os casos da doença seguem aumentando.

Números da pandemia

Segundo o boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde nesse domingo (16), o Estado acumula 36,8 infectados pelo coronavírus e mais de 600 mortes, causador da covid-19. MS é o segundo estado com menos casos acumulados, somente o Acre, com cerca de 22 mil, tem menos.

No cenário nacional, 3,3 milhões de brasileiros já tiveram a doença confirmada, sendo o segundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Em mortes, o país também é o segundo, com 107 mil vidas perdidas para a covid-19. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Universidade Johns Hopkins, 21 milhões de pessoas já contraíram o vírus e 775 mil óbitos.

Dilema

Por um lado, o retorno presencial das aulas pode indicar um surto ainda maior da doença e os órgãos de saúde não recomendam a volta. Pelo outro, o ensino a distância causa uma queda na qualidade de aprendizado e pode refletir no futuro da educação brasileira.

Em pesquisa realizada pelo Instituto DataSenado divulgada na semana passada, 63% dos pais ou responsáveis ouvidos afirmam que a qualidade do ensino diminuiu em aulas remotas. Já para 22% permaneceram iguais e 8% disseram que melhorou. Foram entrevistados 2,4 mil brasileiros no final do mês de julho.

Um exemplo de país que vive uma grave situação da pandemia, retornou as aulas em alguns pontos e viu a consequência foi os Estado Unidos. Segundo estudo da Academia Americana de Pediatria e da ‘Children's Hospital Association’, em duas semanas, 97 mil crianças se contaminaram com o vírus após volta as aulas em alguns estados estadunidenses.

Enquete

Diante dos dois lados, da situação ainda grave de pandemia e da diminuição da qualidade de ensino, o MS em Dia traz a enquete para saber sua opinião: as aulas presenciais deverão retornar neste ano de 2020?

Para votar, basta entrar no link abaixo ou em nossa página principal e ir para o canto inferior direito, marcar sua opção de voto e confirmar.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS