Enquete | Gabriel Neri | 13/04/2020 08h00

ENQUETE: você é favorável ao isolamento horizontal?

Compartilhe:

Desde o começo da pandemia no mundo e a chegada da covid-19 no Brasil, o Governo Federal, dos Estados e municípios tomaram atitudes para frear o contágio do coronavírus. Várias ações, recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde, fecharam escolas, comércios e fronteiras.

No último pronunciamento, dia 31 de março, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) falou da missão: "salvar vidas, sem deixar para trás os empregos. Por um lado, temos que ter cautela e precaução com todos, principalmente junto aos mais idosos e portadores de doenças pré-existentes. Por outro, temos que combater o desemprego, que cresce rapidamente, em especial entre os mais pobres".

"Vamos cumprir essa missão, ao mesmo tempo em que cuidamos da saúde das pessoas. O vírus é uma realidade, ainda não existe vacina contra ele, ou remédio com eficiência cientificamente comprovada", completou Bolsonaro.

No dia 24 de março, o presidente havia defendido o isolamento vertical, que deixa em quarentena apenas as pessoas dos grupos de risco como idosos e pessoas com doenças crônicas e que causa um dano menor à economia, porque os comércios e indústrias seguem funcinando.

A atual forma de isolamento, o isolamento horizontal, que suspende o funcionamento da maioria dos comércios e serviços e mantém apenas os serviços essências como mercados, farmácias, postos de combustíveis, entre outros, é a que mais vem sendo aplicada no mundo. No entanto, a economia pode colapsar. Confira, clicando aqui, uma matéria que fala sobre os efeitos da quarentena na economia de Campo Grande.

Assim, o MS em Dia traz uma enquete para saber se você apoia ou não o isolamento horizontal, que suspende a maioria dos serviços, ou se apoia o isolamento vertical. Para votar, basta clicar no link abaixo, selecionar a opção e confirmar o voto.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS